DOR DO AMOR

Dor insuportável, dói o pensamento,

doem os braços, doem as pernas.

Dói o corpo, dói à alma,

não tem remédio, é um tédio.

É depressão, sufoca o coração,

médico não resolve, perde-se o sentido.

Perde-se o olfato, perde-se a audição,

é sintomas diversos, uma doença inerte.

É o mal da paixão.

Pra resolver tudo, não existe remédio.

E pra acabar com esse tédio, eu vou logo dizer,

ou, o seu amor volta e esse mal é curado,

ou, procure outro amor, pra você não morrer.

              William Girassol

ILUSÃO DE UM FRACASSADO.

 

Ele queria tudo, ele fazia tudo,

um mero prazer de se aparecer.

Se a sua estrela está apagada,

não apague a minha, ele vivia a dizer.

Ele estava em tudo, subia no pódio,

queria mostrar que podia entender.

Mais ele não acordava.

Estava dormindo,

e quando acordou um tombo caiu.

Faltou humildade,

não quis a verdade.

A verdade dói e até faz sofrer,

melhor é a verdade,

a ser compreendida.

Que a ilusão de um fraco,

pra se aparecer.

 

 

                 Willian Girassol

Autor

DESIGNIOS

Deixa quieta!

Mais fica esperto, pra não vacilar.

Subornos da vida, que a alma intriga,

a tantos desígnios pra se desvendar.

Deixa, deixa de lado mais fique acordado,

para não sonhar.

São tantos mistérios, só sendo sincero,

melhor é não ver e não acreditar.

Desígnios constantes, que a cada instante,

a vida nos mostra, para desvendar.

 

 

 

 

 

                                 WILLIAN GIRASSOL

                                      AUTOR

                                                                                   

O SÁBIO

Escuridão, sombras profundas que a minha alma inunda, passos tenebrosos, perigosos e lentos na calçada.

Cuidado! (Grita Alguém, desesperado).                          

Cuide do cego desorientado, que não enxerga a um palmo, na profunda escuridão. Mais isso, não há de ser nada!

Há pessoas que enxergam à beira da estrada, com os braços cruzados sem fazer nada.

Os cegos dão passos no escuro com inteligência, sabedoria aguçada. O sábio é sábio! Vendo tudo ou nada.

                                                          Willian Girassol

 Autor

 

 

     FAUNA E FLORA

Lindo rio! Interessados nos peixes.

Lindas matas! Interessados na madeira.

Ser humano devorador é pior do que cupim no pau podre.

Só pensa em si, no dinheiro, na grandeza, gravam filme, criam história.

Não pensando em preservação!

É mais um ou dois, que tentarão tudo na vida, e não deu certo.

Ai cria-se um projeto e tem bobo que acredita!

E, então quando você averigua a situação, está tudo pior do que estava, é madeira boiando nas águas, os animais vendidos nas feiras e as lindas matas tombadas no chão.

Onde está o cantar do sabiá? Para não morrer teve que se adaptar lá praça da cidade. E onde esta plantada a árvore com segurança? Na frente da minha casa, porque se eu cortar pago multa.

Fauna e flora fonte de respiração, da dor no coração ter que falar a verdade. Para uns parece interessante (bicho em extinção)! Forte né?!

Aí tem mais um povo, que em vez de preservar, parece que gostam. Criam mais um projeto, dinheiro e mais dinheiro parece para “salvar” mais um pobre macaquinho, mas na verdade é mais um indivíduo que vai ganhar um belo salário.

Se todos tivessem consciência, nada disso estava acontecendo, macaco não estava morrendo, sabiá cantando no lugar certo e as árvores estariam seguras.

E, a verdade não precisaria ser dita: Fauna e flora triste história.

                                     

                                     Willian Girassol

                                  AUTOR

 

MORTE

 

Morte! Tenho medo dela, procuro nem pensar.

Amo a vida que comigo está, aproveito o tempo sem desperdiçar, morte: uma viagem incerta, um fala em céu, outro em inferno, outro em purgatório, outro inventa histórias; todos querem explicar!

Mas, ninguém explica o que não conhece.

Religiões?! Tem de monte, cada dia criam uma, tem fé para todos os gostos, todas saem da Bíblia, se você pedir explicação: Entra, vai ouvir uma lição e assim, todos vendem o seu peixe.

Morte! Disso ninguém vai escapar. Isso é a pura verdade, é a realidade.

Morte e vida, vida e morte, nasce e morre, morre e nasce. Morte! Quem tem explicação? Ninguém sabe, da onde veio e nem pra onde vai. Morte! Do outro lado alguém ouvindo, vai inventar mil argumentos, mas lá bem dentro do pensamento, vai me ouvir e dizer: Verdade! Morte, quem poderá explicar?

 

 

 

 

 

 

Willian Girassol